segunda-feira, 5 de abril de 2010

Dias 02 e 03/04/10 – Mendoza a Santiago – TRAVESSIA DA CORDILHEIRA DOS ANDES

No dia 02 iniciamos a travessia da Cordilheira dos Andes em direção à Santiago. Passamos por algumas vinícolas e iniciamos a subida passando por alguns povoados de alta montanha, como Potrerillos, Uspallata, Los Penitentes e Las Cuevas. O visual é impressionante, com formações rochosas lindas, mesclando formas e cores. Tentamos registrar de todas as maneiras a beleza do trecho, porém não adianta, só estando presente e vendo ao vivo este espetáculo da natureza para poder ter idéia de como é. Saímos de 800m de altitude em Mendoza e chegamos ao Parque Aconcagua a 2850m.








Antes de chegar ao parque, conhecemos a Ponte do Inca, uma curiosa formação geológica com águas termais que dão uma coloração cor de laranja, amarela e ocre. No local há as ruínas do Hotel Puente Del Inca destruído por uma avalanche em 1965.


Finalmente chegamos ao Parque Aconcagua, onde fica o pico mais alto do Ocidente, 6962m de altitude. Infelizmente não pudemos fazer a caminhada rumo ao topo, porque o parque fica aberto somente no verão, fechando em 15 de março. Fizemos uma caminhada rápida passando pela Laguna de Horcones e por um mirador de onde se avista o Aconcagua, maravilhoso, único.






Passamos pelo povoado de Las Cuevas e subimos a 4200m de altitude no Cerro El Cristo Redentor, por uma serra de terra, estreita, com curvas fechadas de 180º, sem proteção no lado do precipício. No topo fica a fronteira entre a Argentina e o Chile e um monumento do Cristo Redentor. Antes de ser construído o Túnel Cristo Redentor a travessia era feita por esta estrada, perigosíssimo.




Passamos a fronteira e paramos em Portillo para dormir, pois já era tarde e poderíamos curtir a descida da serra melhor no dia seguinte. O Hotel estava fechado, más havia uma cabana disponível. O local é maravilhoso com morros em três lados e uma lagoa no meio. A cabana era muito grande com sala de três ambientes, cozinha e quatro quartos para oito pessoas. A vista da sala é espetacular, se vê os morros onde se esquia e o lago. Há teleféricos para todos os lados. Portillo é a estação de esqui mais antiga da América do Sul e as equipes dos EUA e Áustria treinam todos os anos durante o verão do hemisfério norte.










No dia seguinte fizemos a descida até Los Andes. A serra é um verdadeiro caracol com desnível de 2000m entre Portillo e Los Andes. Há um teleférico que passa por cima das pistas e uma pista de esqui desce serra abaixo, passando por cima de dois túneis que foram construídos para retenção de pedras.






cintiaschultz@yahoo.com.br
flbaguiar@yahoo.com.br

4 comentários:

  1. tio Nando
    Como pode um homem esquiar numa montanha sem neve?
    ass:Maria Rosa bj

    ResponderExcluir
  2. Desce de "esquibunda" nas pedras, aiii...

    ResponderExcluir
  3. Olá Fernando e Cíntia que lugar fantástico, parece totalmente desabitado, mas é simplesmente TUDO. Grande abraço. Micheli

    ResponderExcluir