sexta-feira, 14 de maio de 2010

Dias 13 e 14/05/10 – LA PAZ e Chacaltaya

No dia 13 pela manhã passeamos pela cidade, visitamos os museus Costumbrista, Casa de Murillo e Metais Preciosos. A polícia também faz a segurança dos museus. Também, estivemos na Praça Murillo onde fica o Palácio do Governo. Quando estávamos lá havia uma nova manifestação e ficamos ilhados na Praça Murillo, pois os manifestantes estavam passando nos arredores da praça e a polícia fazendo a segurança para eles não chegarem ao Palácio do Governo.









À tarde fomos para as ruas do comércio, a Bolívia é um país muito barato para os brasileiros, aproveitamos para fazer compras. Passamos pela Rua das Bruxas onde há feto de lhama dessecado e demais especiarias para os ritos de feitiçaria.
Apesar da pobreza da Bolívia, a segurança é muito boa. Um exemplo disto são as barracas dos ambulantes, que saem para almoçar e deixam os produtos acessíveis, cobertos apenas por uma lona e ninguém mexe.





À noite fomos há um show de danças típicas chamado de Peña Folclórica, onde se destacaram as danças do Carnaval de Oruro. O Fernando fez sucesso, dançou muitas músicas. Ele anda fazendo sucesso na Bolívia, num outro dia foi chamado de Fábio Júnior (O que está se passando com esta cabeça ... brincadeirinha). É, não posso descuidar-me. Cintia.





No dia 14 fizemos um passeio turístico no Morro Chacaltaya a uma hora e meia do centro, um dos pontos mais altos do mundo acessíveis de carro. Pegamos uma van que nos levou até 5.300m de altura em um caminho de terra extremamente estreito beirando penhascos. Para chegar ao topo caminhamos aproximadamente 500 m chegando aos 5.430m, o ponto mais alto que já estivemos.



A caminhada foi difícil, devido à altitude e o ar rarefeito. Fizemos o trajeto em 1 hora e 30 minutos, caminhávamos muito devagar e a cada 20m tínhamos que parar para descansar, baixar os batimentos. Estava muito frio, preventivamente levamos muitos casacos (a orientação que tínhamos é que não necessitava de muitos casacos, errada!). Além disso, ventava muito e algumas vezes a velocidade do vento chegava a nos preocupar.
Neste morro antigamente funcionava um centro de esqui, mas com o aquecimento global houve o derretimento da pista. Devido à baixa umidade, somente neva no verão, quando a umidade é maior. No momento, havia somente algumas porções de neve e o morro vizinho chamado Huaina Potosi estava nevado.



A vista do alto é deslumbrante, avistamos o Lago Titicaca, La Paz em meio ao cânion e os arredores da cidade. Na excursão estávamos acompanhados por 6 brasileiros e 2 australianas. Foi muito bom estar entre brasileiros e tão simpáticos, depois do passeio o grupo foi almoçar junto.









Hoje completou 5 meses que estamos viajando, rodamos mais de 30.000 km e conhecemos 4 países. Nem parece! A experiência é incrivelmente boa, o casal está cada vez mais unido e acreditamos que o sucesso da viagem consiste em fazer o que gostamos e o que nos dá prazer.
cintiaschultz@yahoo.com.br
flbaguiar@yahoo.com.br

3 comentários:

  1. Muito legal o passeio em Chacaltaya! Antes de ontem desci a Estrada da Morte de bike!!
    Parabéns pelo blog e boa viagem para vcs!
    Julia (shimizu.julia@gmail.com)

    ResponderExcluir
  2. ... e no meio do caminho havia dois aventureios, dois aventureiros havia no meio do caminho! ( Chacaltaya e almoço em La Paz)
    Que legal conhecer vcs: Fernando Fábio Júnior e Cintia Sorriso, sim por que essa mulher só sorri o tempo todo! Lindo isso.
    Sucesso sempre para essa viagem encantadora!
    Abraços dos Amigos
    Clarice e Jader - Brasília
    (Hoje em Natal - RN Sem altitude uhuuuuuuuuuu)

    ResponderExcluir